Complicações de Estomias em Crianças

Authors

Keywords:

Complicações pós-operatórias, Estomia, Criança

Abstract

Estudo quantitativo, descritivo, de caráter prospectivo, realizado com 37 crianças no período de fevereiro a agosto de 2016 no ambulatório de um hospital público de Brasília, Distrito Federal. O objetivo foi estudar a ocorrência de complicações de estomias em crianças, caracterizar o perfil sociodemográfico e clínico das crianças atendidas no ambulatório, verificar a incidência destas complicações, assim como o tipo de complicações existentes no estoma e pele periestoma das crianças, além do tratamento empregado para resolução do problema. Na análise estatística, as variáveis categóricas foram descritas por meio de frequência absoluta e relativa e as variáveis quantitativas por meio da média e desvio padrão. O teste qui-quadrado foi utilizado para verificar associações entre variáveis qualitativas. 56,7% das crianças apresentaram complicações relacionadas às estomias. A complicação mais frequente foi a dermatite de contato. Poucos estudos são direcionados apenas para as crianças com estomias. Espera-se que os dados obtidos a partir desta pesquisa possam subsidiar o planejamento das ações dos profissionais de saúde, a fim de diminuir e/ou evitar a ocorrência destas complicações.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

References

Valdes AG, Kamada I, Cristo RC, Costa SB, Faustino AM. Experiência de crianças com estomias: estudo qualitativo. Rev Estima 2010; 8(3): 19-26.

Costa ECL, Vale DS, Luz MHBA. Perfil das crianças estomizadas em um hospital público de Teresina, Piauí. Estima, 2016; 14(4): 169-174.

Poletto D, Gonçalves MI, Barros MTT, Anders JC, Martins ML. A criança com estoma intestinal e sua família: implicações para o cuidado de enfermagem. Texto Contexto Enferm, 2011; abril/junho, 20(2): 319-27.

Aguiar ESS, Santos AAR, Soares MJGO, Ancelmo MNS, Santos SR. Complicações do estoma e pele periestoma em pacientes com estomas intestinais. Rev Estima 2011; v.9, n.2.

Ministério da Justiça (BR). Lei Federal nº 8069 de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

Monteiro SNC, Kamada I, Silva AL, Souza TCR. Perfil de crianças e adolescentes estomizados atendidos em um hospital público do Distrito Federal. Rev Estima 2014; 12(3):23-32.

Monteiro SNC, Melo MC, Kamada I, Silva AL. Caracterização de cuidadores de crianças e adolescentes estomizados atendidos em um serviço de reabilitação. Rev Estima 2016; 14(2):76-83.

Faria TF. Complicações de estomias em crianças: frequência e fatores associados [dissertação]. Brasília (DF): Departamento de Enfermagem, Universidade de Brasília; 2016.

Ministério da Saúde (BR), Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466 de 12 de dezembro de 2012. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União [da] República Federativa do Brasil. 2013 jun 13; 150 (112 seção 1): 59-62.

Bezerra PD, Pinto ISM, Cunha RR, Ramos EMLS, Silva CO, Ferreira SRM. Perfil sociodemográfico e clínico de crianças com estomia atendidas em um serviço de referência, Belém (PA). Estima, 2017; 15(4): 214-221.

Egito ETBN, Medeiros AQ, Moraes MMC, Barbosa JM. Estado Nutricional de pacientes pediátricos ostomizados. Rev Paul Pediatr 2013; 31(1):58-64.

Mabula JB, Kayange NM, Manyama M, Chandika AB, Rambau PF, Chalya PL. Hirschsprung´s desease in children: a five year experience at a University teaching hospital in northwestern Tanzania. BMC Research Notes 2014; 7:410.

Stenström P, Granéli C, Salö M, Hagelsteen K, Arnbjörnsson E. Appendicostomy in preschool children with anorectal malformation: successful early bowel management with a high frequency of minor complications. BioMEd Research International 2013; article ID 297084, 8 pages.

Melo MC, Kamada I. Anomalia anorretal e cuidados maternos. Rev Bras Enferm, Brasília 2011 jan-fev; 64(1):176-9.

Diniz IV, Matos SDO, Brito KKG, Andrade SSC, Oliveira SHS, Oliveira MJG. Assistência de enfermagem aplicada à criança com estomia decorrente da doença de hirschsprung. Rev Enferm UFPE, Recife 2016; 10(3):1119-26.

Seccani LME, Ribeiro PA, Gravalos S, Paula MAB, Vasconcellos ACLP. Estomas intestinais em crianças: dificuldades relatadas pelos cuidadores familiares no processo de cuidar. Revista Estima, 2007, vol 5(3): 16-21.

Sampaio CEP, Ventura DSO, Batista IF, Antunes TCS. Sentimento dos acompanhantes de crianças submetidas a procedimentos cirúrgicos: vivências no perioperatório. Rev Min Enferm, 2009; out/dez, 13(4): 558-564.

Wound, Ostomy and Continence Nurses Society (WOCN). Pediatric ostomy complications: best practice for clinicians. Mount Laurel: NJ, WOCN Society, 2016.

Borges EL, Ribeiro MS. Linha de cuidado da pessoa estomizada. Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Belo Horizonte: SES-MG, 2015.

Santos VLCG, Cesaretti IUR. Assistência em Estomaterapia: cuidando de pessoas com estomia. 2. ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2015.

Published

2020-09-11

How to Cite

1.
Faria TF, Kamada I. Complicações de Estomias em Crianças. ESTIMA [Internet]. 2020Sep.11 [cited 2020Sep.29];180. Available from: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/911

Issue

Section

Original article

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>