Prevalência de Úlcera por Pressão em um Hospital de Emergência e Características dos Pacientes

Authors

  • Rodrigo Magri Bernardes Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) – Ribeirão Preto (SP), Brasil.
  • Maria Helena Larcher Caliri Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP - Ribeirão Preto (SP), Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5327/Z1806-3144201600020008

Abstract

A úlcera por pressão (UP) representa um grande desafio para a saúde mundial e, em função do grande impacto que ocasiona nos custos de tratamento e na vida dos indivíduos, tem surgido um grande interesse em estudos que avaliem a sua ocorrência e a assistência prestada. Os objetivos do estudo foram: identificar os índices de prevalência pontual da UP em um hospital universitário de emergência e nos diferentes setores; caracterizar as UPs, considerando a classificação em categorias e a localização; investigar a associação entre a presença de UP e as variáveis demográficas e clínicas; descrever o processo de cuidar na instituição, levando em conta o registro nos prontuários sobre avaliação de risco dos pacientes e a inspeção da pele na admissão e identificar as superfícies de suporte utilizadas. Tratou-se de um estudo transversal, descritivo, analítico e quantitativo, aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa. A coleta de dados foi conduzida durante um único dia, em toda a instituição, nos setores de cuidado incluindo pacientes adultos e idosos, com exceção da Psiquiatria e dos Queimados, totalizando 87 pacientes. A investigação sobre a associação da ocorrência de UP com as variáveis demográficas e clínicas utilizou os testes do Qui-Quadrado, exato de Fisher e U de Mann-Whitney e adotou como nível de significância α=0,05. A maior parte (56,31%) dos pacientes tinha menos de 60 anos (média=54,01, DP=19,14); era do sexo masculino (54,02%) e tinha pele branca (77,01%). O número de diagnósticos médicos variou de um a dez (mediana=2, média=2,34) e o número de medicamentos prescritos foi de 2 a 22 (média=10,86, DP=4,28). O escore total na Escala de Braden obteve média de 15,57 (DP=4,91) e mediana de 15. Somente 30 (34,48%) participantes não estavam em risco para desenvolver UP. Trinta e quatro pacientes tiveram 84 úlceras. O número de UP por sujeito variou de um a nove (média=5, DP=2,22). A prevalência pontual de UP na instituição foi de 40% e nos setores variou entre 0 e 75%. A maior prevalência pontual foi em pacientes do Centro de Terapia Intensiva, seguida dos setores Semi-intensivos e Enfermarias. A maioria das UPs ocorria na categoria/estágio II (42,86%), localizadas nas regiões dos calcâneos (28,57%) e sacral (22,61%). Não houve associação entre a ocorrência de UP e a cor da pele, a idade e a quantidade de diagnósticos. A presença de UP estava associada à maior quantidade de medicamentos prescritos, tempo mais longo de internação antes da data da pesquisa e menores escores na Escala de Braden e em suas subescalas. Em 4,6% dos prontuários dos pacientes havia registro da avaliação de risco para UP na admissão. Em 70% de tais documentos, não foi encontrado dados sobre as condições de integridade da pele. Em alguns setores havia camas especiais com colchões destinados à prevenção e ao tratamento de UP. Concluiu-se que é necessária a adoção da cultura de segurança do paciente na instituição, de forma ampla, para contribuir com a qualidade da assistência prestada. O estudo é inédito no Brasil por investigar a prevalência, os fatores de risco para UP e os aspectos do processo de cuidar em um hospital universitário de urgência.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Author Biography

Rodrigo Magri Bernardes, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) – Ribeirão Preto (SP), Brasil.

Endereço para correspondência: Rua Wanda Bastos Santiago, 45, apto. 12 – Jardim Botânico – CEP: 14021647 – Ribeirão Preto (SP), Brasil

Published

2016-06-28

How to Cite

1.
Bernardes RM, Caliri MHL. Prevalência de Úlcera por Pressão em um Hospital de Emergência e Características dos Pacientes. ESTIMA [Internet]. 2016Jun.28 [cited 2021Mar.7];14(2). Available from: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/383

Issue

Section

Dissertation Summary

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >> 

Similar Articles

You may also start an advanced similarity search for this article.