Resumo de Dissertação - Conhecimento de Enfermeiros sobre a Prevenção da Úlcera por Pressão

Authors

  • Cristiane Borges de Moura Rabêlo Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí – UFPI e Professor Nível I do Departamento de Enfermagem da UFPI, Campus Floriano-PI.
  • Maria Helena Barros Araújo Luz Doutora em Enfermagem pela Escola Anna Nery, Enfermeira Estomaterapeuta. Professor Associado do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí. Teresina (PI) Brasil.
  • Maria Helena Larcher Caliri Doutora em Enfermagem pela Universidade de São Paulo. Professor Associado do Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto (SP) Brasil.
  • Elaine Maria Leite Rangel Andrade Doutora em Enfermagem Fundamental pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Professor Adjunto I do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí. Teresina,(PI) Brasil.

Abstract

grave problema clínico, que afeta milhões de pacientes cujo conhecimento acerca desta temática tem sido foco de investigação da Enfermagem. Este estudo teve como objetivo geral avaliar o conhecimento de enfermeiros sobre a prevenção da UPP em um hospital público de ensino do estado do Piauí e, objetivos específicos, conhecer o perfil demográfico, de formação educacional e experiência profissional; identificar estratégias utilizadas na busca de informações científicas; caracterizar o conhecimento referente à descrição, classificação e prevenção da UPP e analisar a presença de associações entre os escores de conhecimento e as variáveis estudadas. Trata-se de uma pesquisa exploratóriodescritiva, transversal com análise quantitativa aprovada pela instituição envolvida no estudo e pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí, protocolos nº5134/09 e 0221.0.045.000-09, respectivamente. A coleta de dados ocorreu no período de maio a junho de 2010 utilizando um instrumento autoaplicável composto de duas partes: o perfil dos participantes e um teste de conhecimento validado, referente à avaliação, classificação e às recomendações para a prevenção da UPP. Os resultados evidenciaram que, dos 67 enfermeiros participantes, 89,6% eram do sexo feminino e tinham idade média de 42,6 anos (DP=7,6). O tempo médio de formado foi de 16 anos (DP=7,6), 95% tinham Especialização, 6,0% Mestrado e nenhum, doutorado. Verificou-se uma média de 15,7 anos (DP 7,6) de exercício profissional e de 10,7 anos (DP 9,7) de trabalho na instituição, sendo que 32,8% atuavam na supervisão e 20,3% na UTI. Quanto à busca de informações científicas, a maioria utilizava várias estratégias, entretanto isso não ocorria de maneira periódica e sistemática. A internet foi à estratégia mais utilizada (53,8%), e a participação em Comissões/Grupo de Pesquisa, a menos utilizada citada como nunca pela maioria (52,2%). Em relação ao teste de conhecimento dos 08 itens relacionados à classificação e avaliação da UPP, os participantes obtiveram acertos maiores que 90% em três itens e no tocante aos 33 itens sobre prevenção, obtiveram mais de 90% de acertos em 18 itens. Os aspectos com menores acertos foram relacionados ao uso de almofadas tipo rodas d’água ou de ar (12,3%), intervalo de reposicionamento quando sentado na cadeira (15,4%), massagem em proeminência sósseas (22,7%), intervalo de mudança de decúbito (24,2%), uso de luvas d’água ou de ar (24,2%), elevação da cabeceira no leito (34,4%) e ao ângulo de posicionamento em decúbito lateral (38,1%). Os enfermeiros acertaram, em média, 72,3% (DP 10,21) dos itens do teste de conhecimento, no entanto apenas 3% apresentaram nível de conhecimento considerado adequado com porcentagem igual ou maior de 90% de acerto. Na associação dos escores de conhecimento às variáveis estudadas, foi observada uma relação estatisticamente significante apenas nas estratégias de busca de informações científicas relacionadas: A participação de comissões/grupo de pesquisa (J-T padronizado = 2, 364, p=0,018) e busca informações com outros enfermeiros (J-T padronizado = 2,838, p=0,002). Concluiu-se que os enfermeiros apresentam lacunas frente ao conhecimento científico produzido sobre a prevenção da UPP nas últimas décadas imprescindíveis para assistência segura e de qualidade.Descritores: Úlcera por pressão. Prevenção e Controle. Conhecimento.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-06-01

How to Cite

1.
Rabêlo CB de M, Luz MHBA, Caliri MHL, Andrade EMLR. Resumo de Dissertação - Conhecimento de Enfermeiros sobre a Prevenção da Úlcera por Pressão. ESTIMA [Internet]. 2013Jun.1 [cited 2020Nov.25];11(2). Available from: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/329

Issue

Section

Article

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 4 > >>