Resumo de Dissertação 2 - Efeito das Modalidades de Ensino Presencial e à Distância no Conhecimento de Enfermeiros sobre Úlcera por Pressão

Authors

  • Patrícia de Azevedo Lemos Cavalcanti nfermeira. Mestre em Enfermagem pelo Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí.
  • Elaine Maria Leite Rangel Andrade Enfermeira. Professora Adjunta I do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí.

Abstract

Introdução: estudos não indicam consenso sobre qual modalidade de ensino seria melhor para aumentar o conhecimento dos enfermeiros sobre úlcera por pressão (UPP). Objetivo: verificar o efeito das modalidades de ensino presencial e a distância no conhecimento de enfermeiros sobre UPP. Metodologia: pesquisa experimental de grupo controle pós-teste, realizada em um hospital público de grande porte do estado do Piauí, no período de janeiro a abril de 2012. Amostra de 43 enfermeiros dividida aleatoriamente em Grupo controle (n=20) submetido à modalidade de ensino presencial e Grupo experimental (n=23) à modalidade de ensino a distância. Projeto de pesquisa aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí. Para coleta de dados, utilizou-se o teste de Pieper e Moot (1995) e um instrumento sobre características sociodemográficas, uso do computador e Internet. Estatísticas descritivas foram utilizadas para análise das variáveis sociodemográficas, de formação, experiência profissional, uso do computador, da Internet e conhecimento dos enfermeiros sobre UPP nas modalidades de ensino presencial e a distância. O Test t para duas amostras independentes também foi utilizado para comparar a diferença no conhecimento sobre UPP entre os enfermeiros nas modalidades de ensino presencial e a distância. Resultados: Dos 43 enfermeiros que participaram do estudo 20 (46,5%) foram submetidos a modalidade presencial e 23 (53,5%) a modalidade a distância. A média de acertos no teste de Pieper e Mott (1995) para os participantes da modalidade presencial foi 34,0 (dp=3,3) e para os participantes da modalidade a distância 36,2 (dp= 2,7). Essa diferença de médias foi estatisticamente significante (p=0,019). Conclusão: O efeito da modalidade a distância no conhecimento dos enfermeiros sobre UPP foi maior do que na modalidade presencial. Isso pode ter ocorrido pelo fato da educação a distância (EaD) ser mais flexível e permitir estudo do conteúdo no próprio ambiente de trabalho. No ensino presencial a dificuldade para reunir os enfermeiros nos locais de trabalho para oferecer programas de educação permanente coloca essa modalidade de ensino em desvantagem a EaD. Na educação permanente em enfermagem a EaD pode ser uma estratégia eficaz pela praticidade, interatividade e por permitir ao enfermeiro que está na prática clínica decidir sobre o melhor momento e local para acessar o conteúdo. Melhorar o conhecimento dos enfermeiros sobre UPP é indispensável para promover a disseminação e implementação de práticas preventivas coerentes com as Diretrizes e a educação permanente deveDescritores: Úlcera por pressão. Educação à Distância. Enfermagem. Diretrizes para Prática Clínica

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-06-01

How to Cite

1.
Cavalcanti P de AL, Andrade EMLR. Resumo de Dissertação 2 - Efeito das Modalidades de Ensino Presencial e à Distância no Conhecimento de Enfermeiros sobre Úlcera por Pressão. ESTIMA [Internet]. 2013Jun.1 [cited 2020Nov.27];11(2). Available from: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/330

Issue

Section

Article

Most read articles by the same author(s)