Ações Preventivas para Úlcera por Pressão em Idosos com Declínio Funcional de Mobilidade Física no Âmbito Domiciliar

Josefa Danielma Lopes Ferreira, Elizabeth Souza Silva de Aguiar, Carla Lidiane Jácome de Lima, Karen  Krystine Gonçalves de Brito, Marta Miriam Lopes Costa, Maria Júlia Guimarães Oliveira Soares


As úlceras por pressão são complicações possíveis de ocorrer em pessoas em situação de fragilidade, principalmente naquelas com restrição de mobilidade e idade avançada. Este estudo teve como objetivo investigar as medidas preven-
tivas para úlceras por pressão, utilizadas em idosos com declínio funcional de mobilidade física que vivem em domicílio.
Trata-se de um estudo transversal com abordagem quantitativa, tipo inquérito domiciliar. A amostra foi composta por 25 idosos domiciliados no município de João Pessoa, na Paraíba. Foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa do Centro
de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Paraíba, sob protocolo 124/11. Dos pesquisados, 72% eram do sexo feminino, com faixa etária prevalente (64%) de 80 anos ou mais; dos entrevistados, 19 (72%) eram cuidadores informais, 6 (24%) eram formais e apenas 1 (4%) foi o próprio idoso. As medidas preventivas incluíram manter a pele limpa (84%);
examinar a pele diariamente (64%); usar redistribuidores de pressão (52%), aplicar hidratante (56%) e usar colchão de espuma (60%). Neste estudo, embora fossem praticadas algumas ações preventivas para úlceras por pressão, a dinâmica domiciliar encontrada apontou a necessidade de as Equipes de Saúde da Família e os serviços de atendimento domiciliares atuarem melhor quanto à prevenção de agravos, como as úlceras por pressão e suas complicações.


Texto completo:

PDF    

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Estima

 
SOBEST - Associação Brasileira de Estomaterapia: Estomias, Feridas e Incontinências
Rua Antônio de Godoi, n 35. Sala 102, Centro
CEP 01034-000
São Paulo/SP