Resumo Tese 2

Authors

  • Beatriz Farias Alves Yamada
  • Vera Lúcia Conceição de Gouveia Santos

Abstract

Índice de Qualidade de Qualidade de Vida de Ferrans e Powers: Construção e Validação da Versão Feridas


Diante da indisponibilidade de um instrumento específico de avaliação da qualidade de vida (QV) de pessoas com qualquer tipo de ferida, em nosso meio, o objetivo deste estudo foi construir e validar a versão feridas do Índice de Qualidade de Vida de Ferrans e Powers (IQVFPVF). Inicialmente, o estudo recebeu autorização das autoras do instrumento original, aprovação pelo Comitê de Ética da EEUSP e autorizações dos campos para a coleta de dados. Classificado como do tipo metodológico, o estudo foi desenvolvido segundo os procedimentos teóricos, empíricos e analíticos, propostos por Pasquali. Os procedimentos teóricos incluíram a definição e análise dos itens por meio de revisão de literatura, avaliações de juizes (especialistas e pacientes) e pré-teste; os empíricos foram realizados por meio da aplicação do instrumento, resultante da etapa anterior, para análise de suas propriedades psicométricas, em amostras de teste (n=362), re-teste (n = 63) e validade convergente (n=179); e os analíticos, por meio das estratégias estatísticas destinadas às análises das propriedades psicométricas do instrumento final dos procedimentos teóricos. A confiabilidade foi obtida por meio da avaliação da consistência interna – CI (alfa de Cronbach ³ 0,70) e da estabilidade do instrumento - duas semanas pós-teste (coeficiente de correlação intraclasse ³ 0,70). Avaliaram-se a validade de conteúdo, pela concordância entre juizes (³ 80%); a de critério concorrente, pela correlação entre os escores do item sua satisfação e dos domínios e instrumento total (coeficiente de correlação de Pearson ou Spearman ³ 0,30); a validade de construto convergente, correlacionando-se os domínios e instrumento total do IQVFP-VF e WHOQOLbref (esperando-se correlações moderadas a fortes ³ 0,30 entre os domínios similares e < 0,30 entre os diferentes) e a validade de construto discriminante, comparando-se os escores dos domínios e instrumento total quanto a idade, número e duração da ferida e intensidade de dor, no momento e na última semana (Testes de Mann- Whitney, Kruskal-Wallis, t-Student e ANOVA). A análise fatorial confirmatória (AFC) foi testada pelo grau de correlação entre os itens e os domínios originais (saúde/funcionamento-SF; sócioeconômico- SE; psicológico e espiritual–PE e família–Fa) e medidas de ajuste de modelo (LISREL). A amostra foi composta de pacientes ambulatoriais com feridas, pertencentes a dezesseis instituições, que se enquadraram em critérios préestabelecidos. Os resultados mostram coeficientes alfa de Cronbach 0,90; 0,88; 0,65; 0,81; 0,55 para o instrumento total e domínios SF, SE, PE, Fa respectivamente, na avaliação da CI; para a estabilidade, encontraram-se correlações ³ 0,83 (p<0,000); para a validade concorrente, correlações de 0,28 a 0,69; para a validade convergente, correlações de 0,17 a 0, 60 e para a validade discriminante, correlações significativas entre: QV geral e número de feridas (p=0,047); PE e duração da ferida (p=0,017); SF (p= 0,043), SE (p= 0,008), PE (p= 0,000) e qualidade de vida geral (p=0,003) para as faixas etárias mais avançadas; e SE e a pior dor da semana anterior à entrevista (p = 0,015). À AFC sugeriu que o modelo é razoavelmente ajustado para o quatro domínios. Concluindo-se o estudo, pode-se considerar que o IQVFP-VF - como um instrumento específico e relacionado à saúde - é válido e tem confiabilidade atestada nos aspectos mais importantes para a população com feridas: a QV geral, a saúde e os aspectos psicológicos e espirituais.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2007-09-01

How to Cite

1.
Yamada BFA, Santos VLC de G. Resumo Tese 2. ESTIMA [Internet]. 2007Sep.1 [cited 2020Sep.29];5(3). Available from: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/213

Issue

Section

Article

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 4 > >>