Uso do equipamento para controle da incontinência anal no paciente com dermatite: relato de caso

Ana Patrícia de Cerqueira Greco, Andressa de França Guimarães, Taíse Santos do Nascimento


A dermatite associada à incontinência (DAI) é definida como lesões de pele ocasionadas por umidade, sendo frequentes em pacientes com incontinência anal (IA) e/ou urinária, nos quais ocorre contato direto da pele com a umidade. O tratamento e o manejo, por vezes, são obstáculos para o enfermeiro. O objetivo deste artigo foi descrever a utilização do equipamento de controle de IA e demonstrar sua eficácia no manejo de pacientes com DAI. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, retrospectivo, do tipo estudo de caso. O paciente selecionado esteve internado na unidade de terapia semi-intensiva de um hospital privado, em Salvador (BA). O artigo relata a evolução e o tratamento da DAI, desde a indicação do uso do equipamento até sua retirada. A coleta e a análise dos dados foram realizadas com base nos registros sobre a utilização do equipamento em prontuário eletrônico, exame físico do paciente e evoluções de enfermagem. A pesquisa obedeceu aos princípios da Resolução no 466/12 do Conselho Nacional de Saúde (CNS), após aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa (no 15/2014). A utilização do equipamento foi efetiva para o tratamento da DAI, evitando a progressão da lesão, diminuindo a dor e proporcionando conforto ao paciente, mostrando-se, portanto, eficaz pela resolutividade. Percebe-se a necessidade de maior conhecimento da equipe multiprofissional quanto ao equipamento e de maior número de pesquisas científicas com essa temática.


Keywords


Dermatite. Enfermagem. Equipamentos e provisões. Estomaterapia.

Full Text:

PDF    


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/Z1806-3144201700030009

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


SOBEST - Associação Brasileira de Estomaterapia: Estomias, Feridas e Incontinências
Rua Antônio de Godoi, n 35. Sala 102, Centro
CEP 01034-000
São Paulo/SP