Resumo de Tese 1

Authors

  • Viviane Fernandes de Carvalho
  • Marcus Castro Ferreira Orientador

Abstract

Avaliação da Sensibilidade Cutânea em Pés de Pacientes Diabéticos através do Pressure Specified Sensory Device


Introdução: A neuropatia diabética causa diminuição ou perda da sensibilidade protetora do pé, tornando-o mais vulnerável ao trauma mecânico e térmico. A profilaxia das complicações neuropáticas tem início pela identificação da perda de sensibilidade e, portanto, do comprometimento neurológico. O Pressure Specified Sensory DeviceTM (PSSD) é um equipamento desenvolvido para quantificar o limiar de pressão, aplicado sobre a pele, necessária para que o paciente perceba o estímulo provocado por: um ponto estático, um ponto em movimento, dois pontos estáticos e dois pontos em movimento. Método: Denominamos grupo estudo, aos trinta e quatro pacientes diabéticos do tipo 2, sem história prévia de feridas e/ou amputações nos pés que foram submetidos à avaliação de sensibilidade cutânea utilizando-se o PSSD. Foram realizados testes nos territórios cutâneos dos nervos fibular profundo, plantar medial e ramo calcâneo do nervo tibial posterior. Estímulos foram provocados segundo as modalidades: um ponto estático (1 PE), um ponto em movimento (1 PD), dois pontos estáticos (2 PE) e dois pontos em movimento (2 PD), para as duas últimas modalidades. Previamente às modalidades 2PE e 2PD determinou-se o limiar de discriminação entre dois pontos estáticos (D2PE) e em movimento (D2PD). Foram realizados apenas no grupo estudo, testes com o monofilamento de Semmes-Weisntein nº 5,07 (MSW) e com o diapasão de 128 Hz. Vinte e oito pacientes não-diabéticos, submetidos aos mesmos testes, formaram o grupo controle. Resultados: Para os limiares de sensibilidade, encontramos valores superiores no grupo estudo (p < 0,05). Ao compararmos os limiares de sensibilidade alcançados pelos pacientes diabéticos sensíveis e não sensíveis ao estímulo promovido pelo MSW nº 5,07 verificamos que o p-valor variou entre 0,018 < p < 0,113 para 1 PE e 0,002 < p < 0,083 para 2 PE, conforme o território cutâneo estudado. Na comparação dos limiares de sensibilidade da modalidade 1 PD entre diabéticos sensíveis e insensíveis à vibração do diapasão de 128 Hz, as diferenças não foram estatisticamente significantes (p = 0,183). Conclusão: Os resultados obtidos nos permitiram sugerir que o dispositivo PSSDTM seja utilizado como forma de acompanhamento do comprometimento da fibra nervosa.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2009-03-01

How to Cite

1.
Carvalho VF de, Ferreira MC. Resumo de Tese 1. ESTIMA [Internet]. 2009 Mar. 1 [cited 2024 May 30];7(1). Available from: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/250

Issue

Section

Article

Most read articles by the same author(s)