Resumo de Tese

Authors

  • Leila Blanes Dissertação de Mestrado apresentada a Universidade Federal de São Paulo (Programa de Pós-graduação em Cirurgia Plástica) - 2002.
  • Lydia Masako Ferreira Orientadora, Professora e Doutora

Abstract

Perfil do Portador de Úlcera por Pressão Internado no Hospital São Paulo


No período de 1 a 31 de maio de 2002, foram avaliados 78 pacientes internados no Hospital São Paulo, que eram portadores de úlcera por pressão (UP), com o objetivo de caracterizar o perfil desta amostra. Para a análise estatística, foi utilizado o Teste do qui-quadrado de Pearson, sendo considerado significante um p £ 0,05. Dos 78 portadores de UP, 57,7% (45) indivíduos eram do sexo masculino, com média de idade igual a 64 anos, sendo que 66,7% tinham idade acima de 61 anos. A média de tempo de internação foi de 33 dias. Foi observado que 68% da amostra desenvolveram a úlcera no hospital, sendo que 43,7% (34) do total, eram pré-úlceras. As causas mais freqüentes de hospitalização foram as neoplasias (29,5%), doenças neurológicas (29,5%), pós-operatório de cirurgias complexas e Perfil do Portador de Úlcera por Pressão Internado no Hospital São Paulo Leila Blanes Orientadora: Profa Dra Lydia Masako Ferreira Dissertação de Mestrado apresentada a Universidade Federal de São Paulo (Programa de Pós-graduação em Cirurgia Plástica) - 2002. Publicação: Rev Assoc Med Bras. 2004; 50(2):182-7. prolongadas (21,8%) e fraturas (10,2%). Na classificação das UP, todos os estágios foram encontrados na região sacral, sendo 24,4% (19) préúlcera, 38,5% (30) grau II, 11,5% (9) grau III e 12,8% (10) grau IV. De acordo com a Escala de Braden, metade dos pacientes internados possuíam risco severo para formação de UP, enquanto que 20,5% (16) apresentaram risco moderado, 19,3% (15) risco brando e apenas 10,2% (8) não eram de risco. Os resultados encontrados permitiram verificar ser importante que os profissionais de saúde conheçam a respeito das características principais dos pacientes que desenvolvem UP e utilizem as escalas de avaliação de risco, no intuito de realizar prognósticos e, assim, adotar medidas adequadas para preveni-las.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2006-06-01

How to Cite

1.
Blanes L, Ferreira LM. Resumo de Tese. ESTIMA [Internet]. 2006 Jun. 1 [cited 2024 Apr. 14];4(2). Available from: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/188

Issue

Section

Article

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>